Licença-Maternidade: Entenda como funciona

Licença Maternidade Notícias E Artigos Contábeis Em Santos | Portal Contabilidade - PORTAL CONTABILIDADE

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A licença-maternidade é um dos direitos familiares básicos que geralmente surgem no local de trabalho. Isso levanta algumas questões complicadas na prática que os empregadores precisam entender, principalmente, na questão de atestados e licença do trabalho.

Vamos tentar esclarecer para que trabalhadores e funcionários não tenham dúvidas.

O que é a licença-maternidade?

A licença de maternidade é o direito dos funcionários tirar um tempo licença ao dar à luz. Para ter direito a uma licença, a funcionária deve notificar a gravidez de uma forma específica e informar quando deseja que a licença comece.

Em algumas situações, a licença-maternidade pode começar mais cedo do que o planejado (por exemplo, em alguns casos quando o funcionário está doente devido a um motivo relacionado à gravidez ou se dá à luz prematuramente).

Durante esse período, o contrato de trabalho continua, exceto o pagamento, e todos os benefícios devem continuar normalmente. Os funcionários não devem ser demitidos ou prejudicados por tirar ou solicitar licença parental.

Maternidade e gravidez são características protegidas para fins de lei de discriminação.

Atestado de licença-maternidade: tudo que você precisa saber!

Comprovada a gravidez da funcionária, ela poderá solicitar a licença-maternidade a partir de 28 dias antes do parto ou até 92 dias após o nascimento do bebê. O nascimento do bebê deve ser comprovado por atestado ou certidão de nascimento.

Caso haja necessidade médica, devidamente comprovada por atestado, a funcionária poderá pedir a licença antes dos 28 dias da data do parto. O auxílio, se a licença for superior a 15 dias, será pago pelo INSS. Até 15 dias, a empresa continuará pagando o salário da funcionária.

Abortos espontâneos exigem atestado para que seja solicitada a licença a partir da data do evento.

Os atestados devem ser entregues ao RH da empresa, no caso de empresas privadas, ou ao INSS, no caso de empresas públicas.

Gestantes que trabalham em ambiente insalubre precisam mostrar que a situação é um risco para sua saúde ou a do bebê. Um atestado médico é necessário para isso.

Em casos excepcionais, de risco de vida para a mãe ou bebê, com atestado médico, a gestante pode ampliar a licença-maternidade por 15 dias. Após esse período, a licença precisa ser renovada. Nestes casos, a licença funciona como uma licença do INSS, não mais licença-maternidade.

Empregadores e licença-maternidade

Considere a possibilidade de introduzir uma política de maternidade que ajude gerentes e funcionários a entender os direitos e obrigações da licença-maternidade, garantindo que a política inclua referências à sua política de proteção de dados e ao aviso de privacidade dos funcionários – uma declaração descrevendo como você coleta, usa, retém e divulga informações pessoais.

Você deve realizar uma avaliação de saúde e segurança para considerar os riscos para as funcionárias grávidas e amamentando e seus filhos e, em seguida, tomar medidas para removê-los.

Quando você recebe a notificação formal da funcionária sobre a gravidez e as datas de licença pretendidas, deve responder para confirmar quando a licença de maternidade deve terminar. E assim, poderá também preparar a empresa para a nova situação.

Enquanto os funcionários estiverem em licença-maternidade, continue a incluí-los na circulação de informações sobre treinamento interno, vagas, eventos sociais e outras oportunidades para garantir que eles não sejam prejudicados com a licença.

Fonte: Ponto RH

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

N 46627 9306c246453aa856c788698f5f3b8954 - PORTAL CONTABILIDADE

CNPJ: Ferramenta simplifica fornecimento de dados

Uma solução tecnológica para simplificar o processo de fornecimento dos dados armazenados na base de dados do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ). Esse é o b-CNPJ, ferramenta desenvolvida pela Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) em conjunto

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
O trabalhador demitido que recebeu verba na rescisão contratual no…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Open chat